Para acessar nossos conteúdos, utilize-se das ''seções'' no menu lateral direito!

Interdisciplinaridade em pauta - Filosofia e Redação (ou a palavra é a ponte mais próxima entre duas pessoas!)


Se há algo que aprendi, no decorrer dos anos preparando seres para o vestibular, é que podemos elaborar uma boa argumentação de múltiplas formas. Bem, entramos no campo da Filosofia e Redação, duas disciplinas fundamentais se você quer se dar bem no Enem. Mas por qual motivo? Porque os conceitos e a argumentação, que perpassam todas as provas do Exame, são tipicamente provindas dessas duas disciplinas. E há algumas dicas interdisciplinares entre tais matérias que permitirão a você compreender melhor e escrever bem um texto. Acompanhe!

Você sempre terá duas opções ao abordar qualquer tema. O primeiro é partir de uma ''tese central'' e dela ir concluindo as frases. Quando alguém pergunta "Você, no campo político, é de direita ou esquerda?" e você responde, por exemplo, ''esquerda''. Todas as outras frases irão derivar desse seu posicionamento inicial (inclusive podemos antever o que o autor irá abordar no texto). É o que chamamos de raciocínio dedutivo.

Mas há uma outra forma. Suponhamos a mesma pergunta acima. Logo após enunciada, você vai construindo a resposta, a partir de argumentos encadeados, até chegar a uma conclusão. Há sempre uma surpresa ao final, porque (se bem construída) o autor vai amarrando as partes. É o que chamamos de raciocínio indutivo.

Nas redações isso funciona muito bem, na medida em que o aluno se põe a escolher tratar um tema de forma dedutiva (a partir de uma lei geral) ou indutiva (construindo o argumento e, ao final, concluindo). Essa estratégia é utilizada em diversos textos argumentativos e, se bem utilizada, fará você expor com mais clareza suas ideias.

Escreva e pratique! A palavra é a ponte mais próxima entre duas pessoas!

Nenhum comentário:

Postar um comentário