Para acessar nossos conteúdos, utilize-se das ''seções'' no menu lateral direito!

Mas professor... para que serve...


'Mas para que serve Filosofia?' Essa pergunta, repetida cotidianamente por muitos, contem em si um sintoma temporal: a desvalorização das Humanas frente ao técnico-científico. Mas nem por isso devemos cessar nossa empreitada: é no conflito, justamente, que a 'coruja' filosófica alça seu voo.
A resposta à pergunta inicial, dada por muitos, que não alcança o cerne do problema, é que 'filosofia é arte de pensar'. Mas pensar todos pensamos. Qual então seria a distinção entre a Filosofia e um mero pensamento?

Pois bem. A Filosofia, que surge na Grécia há mais de 2500 anos atrás, é a disciplina cuja essência reside no questionamento (e tentativa de respostas) para perguntas. Questionamentos esses que, de ordens diversas, buscam a compreensão do mundo que nos cerca. Política, ética, conhecimento, arte e tantos outros campos que são humanos, demasiadamente humanos. E todos merecem crítica e apontamentos. 

A partir de perguntas (independente de boas ou más, são dúvidas: e nada mais grandioso que isso), tentamos refletir. Elas são a base da Filosofia. Mas utilizamos instrumentos para respondê-las? Sim, quatro tecnicamente. Os conceitos ou definições, palavras que guardam em si significados expostos pelos pensadores; a razão ou pensamento - essa categoria tão nossa, que permite ir além do óbvio; a argumentação, como instrumento para discutir a realidade; e os filósofos anteriores, ditos clássicos, que investigaram os temas e escreveram suas obras tentando re-significar o real.

O Filósofo, agente da filosofia, está sempre receptivo a novos questionamentos e fará de tudo para lidar de forma racional a eles. A crítica e os apontamentos sociais fazem parte de seu ofício - interroga e compartilha, portanto, seus pensamentos com os demais cidadãos.

Vamos adentrar nesse mundo da filosofia, objetivando revalorizar as ideias em nossa sociedade! Abertos, contudo, a outras visões - pois é do diálogo crítico que se faz (e re-faz) minha disciplina! Um abraço!

Nenhum comentário:

Postar um comentário